Não é novidade o que faz o técnico Massimiliano Allegri com esta encantadora Juventus, finalista da Champions League 2016/17 após vencer o Monaco nas duas partidas semifinais. Mas é interessante estudar os movimentos ofensivos e defensivos de um modelo de jogo certamente inspirado no legado de Antonio Conte, seu antecessor.

À época, Conte partia de um 3-1-4-2 diferente do 3-4-3 de extremo sucesso conduzido por ele no Chelsea atualmente – análise aprofundada, com vídeo, clicando aqui. O posicionamento inicial com a bola era claro, e pelo protagonismo no futebol italiano, dava-se com alta ocupação do campo ofensivo – como vemos abaixo:

juve_um

O princípio ofensivo de amplitude máxima e profundidade simultâneas pelos alas, assim como faz hoje no Chelsea, também acontecia na Juve de Conte:

juve_sete

No entanto, Allegri mantém na Juve 2016/17 um comportamento defensivo que Antonio Conte não utiliza como padrão prioritário neste Chelsea: apesar de partir de um sistema com trio defensivo, o posicionamento sem a bola se dá em duas linhas de quatro. Primeiro, vejamos como Conte fazia na Juventus – ala do setor ataca a bola pela frente, alinhando-se ao tripé de meio-campo, enquanto o ala oposto bascula por trás do trio defensivo, que direciona-se ao setor atacado, formando as duas linhas de quatro:

juve_dois

No Chelsea nem sempre isso acontece. Partindo do 3-4-3, a equipe inglesa por vezes defende-se em duas linhas de quatro, mas por vezes defende-se em 5-4-1, com os dois alas na linha do trio defensivo, deixando a primeira abordagem no setor atacado para o extremo/atacante. Abaixo, as duas versões defensivas do Chelsea de Conte:

balanco_um

inicial_def

Partindo de um 3-4-3 que pode ser desdobrado em 3-4-2-1, se assim quiserem, Allegri estabelece como padrão prioritário sempre defender em duas linhas de quatro. Pelo menos foi o comportamento defensivo apresentado na vitória de 2 a 1 sobre o Monaco, que confirmou a classificação à final da liga europeia contra o Real Madrid.

inicial

Organização Defensiva
Não há um balanço entre ala do setor atacado pela frente, e ala oposto por trás dos zagueiros. Em geral, a combinação é sempre com o ala direito Dani Alves pela frente (independendemente da posição da bola), marcando como extremo, enquanto o ala esquerdo Alex Sandro alinha-se ao tripé de zagueiros, empurrando o defensor Barzagli para a “lateral-direita” da formação defensiva.

Destaca-se, ainda, o grande envolvimento tático do atacante Mandzukic, que se torna o extremo-esquerdo da fase de organização defensiva, também sem importar o posicionamento da bola, liberando Dybala para a faixa mais avançada com Higuaín. São vários os momentos-flagrantes deste posicionamento padronizado da Juve sem a bola:

linha_um

linha_Dois

linha_tres

linha_quatro

E, reiterando, a se destacar o grande comprometimento do Mandzukic, que em função do encaixe setorizado no setor da bola, recua com seu alvo até a linha dos zagueiros, enquanto Alex Sandro encurta/persegue seu alvo entrelinhas, e Dani Alves se mantém à frente da defesa, no lado oposto:

mandzu

Vale ressaltar também como o direcionamento ao lado atacado é agressivo. Mantém-se a estrutura em duas linhas, mas com forte estreitamento (compactação em largura), “estrangulando” o portador da bola e as linhas de passe próximas com encaixes encurtados e consequente superioridade no setor, induzindo o adversário a manter a bola nesta zona congestionada até a recuperação pela Juventus:

segundotempo

Organização Ofensiva
Já os processos ofensivos são muito mais próximos daqueles observados na Juve e no Chelsea de Antonio Conte. Principalmente no que diz respeito à amplitude e profundidade simultâneas dos alas, hoje os brasileiros Dani Alves e Alex Sandro.

Em geral, a Juventus de Allegri organiza-se ofensivamente em 3-2-5, com o trio de zagueiros bem aberto para manter amplitude no campo defensivo durante a fase de construção (o que permite circular a bola horizontalmente sem exigir o retorno dos alas), a dupla de volantes pela frente para receber o primeiro passe e buscar opções – por vezes contando com a presença de Dybala como um terceiro organizador – e buscando chegar ao terço ofensivo com 5 jogadores alinhados (alas abertos e adiantados, e um trio de atacantes com alta mobilidade no corredor central).

Construção – zagueiros abertos, dois ou três jogadores atrás da primeira linha de pressão adversária dando opção de passe:
construcao

Posicionamento em 3-2-5 – permitindo obviamente movimentações e trocas que oferecem novas configurações. Nota-se ainda que Dani Alves por vezes não mantém a amplitude na direita, atacando espaços internos, como fazia no Barcelona, talvez por iniciativa pessoal:
325

325_dois

Transições rápidas – alas em amplitude, mobilidade no corredor central, progressão em bloco (rápido desprendimento de pelo menos 7 jogadores em velocidade, atacando espaços):
bloco

Ocupação do campo ofensivo – com os alas em amplitude e profundidade, tendência é “empurrar” primeira linha de pressão adversária, abrindo espaço para a progressão dos zagueiros, que oferecem linhas de passe de retorno – também abertos – garantindo a manutenção da posse de bola e a circulação horizontal:
ocupacao

chiellini

Ocupação da área – o mesmo acontece no Chelsea de Conte…com alas em amplitude máxima, dando profundidade simultânea, enquanto zagueiros e volantes circulam a bola horizontalmente por trás, o trio ofensivo fica mais próximo da área. Isto permite que eles ingressem na zona de finalização em bom número, pela proximidade, e por não precisarem flutuar longe da área durante a fase de criação/preparação:

area

Para encerrar esta análise, abaixo está o vídeo do qual saíram estes frames todos:

Juventus 2016/17 – modelo de jogo from Eduardo Cecconi on Vimeo.

Anúncios

Uma resposta »

  1. Bebeto Stival disse:

    Muito bem observado a postura tática da Juventus, sistema que tem as suas mudanças levando em conta o posicionamento da bola. A modernidade tática alimentando o novo futebol. Aproveito para agradecer pelo valioso trabalho, motivo de meu compartilhamento.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s